Novo Ensino Médio em SP divide especialistas: ‘retrocesso para manter pobre como pobre’ ou ‘protagonismo dos jovens’

G1

Reforma do ensino médio vai chegar a 900 mil estudantes da rede estadual de SP em 2022. De um lado, especialistas acreditam que curso técnico de baixa qualidade não garante emprego e dificulta mais o acesso às universidades e aumenta desigualdade. De outro, especialistas afirmam que conteúdo é dado de forma aplicada nos cursos e que ajudam alunos a se descobrirem profissionalmente.

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/educacao/noticia/2021/08/02/novo-ensino-medio-em-sp-divide-especialistas-retrocesso-para-manter-pobre-como-pobre-ou-protagonismo-dos-jovens.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *