Migração para o ensino híbrido alavanca startups de educação

Folha de São Paulo

A necessidade que as escolas tiveram de adaptar suas rotinas pedagógicas e administrativas ao mundo virtual na pandemia impulsionou o crescimento das edtechs, as startups de educação.

O setor já estava em expansão no país. Entre 2018 e 2019, o número de empresas passou de 364 para 449, segundo o último mapeamento feito pela Abstartups (Associação Brasileira de Startups). Cerca de 70% delas oferecem soluções para a educação básica.

https://www1.folha.uol.com.br/mpme/2020/10/migracao-para-o-ensino-hibrido-alavanca-startups-de-educacao.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *