Apostar na formação de professores é prioridade do MEC

Autor: Kalinka Iaquinto para Undime

Com um orçamento de R$ 112 bilhões para este ano, o ministério da Educação (MEC) tem entre seus focos a valorização dos professores. Henrique Paim, chefe da Pasta, destacou ontem (28), durante o 6º Fórum Nacional Extraordinário da União dos Dirigentes Municipais de Educação, que pelo menos 60% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização de Profissionais da Educação (Fundeb), serão destinados a esse fim. “Isso somado aos demais programas voltados a esse objetivo, ações que já existem no ministério. São vários recursos envolvidos, seja na formação continuada ou nos anos iniciais”, destacou.

Paim afirmou que o ministério dará prioridade à valorização dos professores com políticas e ações que passam por remuneração e planos de carreiras. Defendeu ainda uma política adequada de formação dos docentes. “Nosso esforço será para organizar esse sistema. Precisamos verificar com municípios e estados os gargalos da formação e ver quais são as respostas que as instituições formadoras podem dar. Ao final, temos de rever o currículo”, ressaltou.

Contudo, o ministro não deixou claro de onde viria a verba para essa ação em particular. “Em termos dos royalties do petróleo, tivemos um crescimento importante em investimentos. Passamos de 4,8% para 6,4% do PIB em 2012. Mas mais importante do que isso é aperfeiçoarmos o tipo de formação que oferecemos”, disse. “Precisamos resolver a raiz do problema”, completou.

 


Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *