Você não precisa de um editor

PublishNews – 04/04/2013 – Iona Teixeira Stevens

Autores autopublicados

Quem afirma isso é Hugh Howey, no site Salon.com. Howey é conhecido pelo sucesso de Wool, seu livro autopublicado, e por ser o primeiro autor a não aceitar uma proposta milionária de uma editora pelos direitos do livro. A editora, no caso a Simon & Schuster, teve que se contentar com os direitos de publicação apenas do formato impresso. Para Howey é simples: mesmo tendo recebido uma proposta de 7 dígitos, ele acredita que fará mais dinheiro no mundo do self-publishing. E coloca nesse artigo uma lenha considerável na fogueira do debate ‘Autopublicação vs. Editoras’, não com argumentos do tipo “liberdade e velocidade de publicação”, ou “o novo papel do editor é de curador, não de gatekeeper”, mas com números. Howey tenta mostrar que autopublicação não é uma montanha de rascunhos de onde alguns conseguem emergir vitoriosos e à procura de um contrato milionário, mas que autores autopublicados estão fazendo renda relativamente estável com seus livros. “O que está ficando cada dia mais claro é que você tem mais chances de pagar uma conta ou outra com self-publishing do que com qualquer outro meio de publicação”.
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *