USP, UFSC e VEDUCA lançam 1º MBA on-line e gratuito

Porvir – 30/09/13 – 

Professores da USP (Universidade de São Paulo), da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e a empresa de tecnologia educacional Veducavão lançar nesta terça-feira (1o) o primeiro curso nacional de MBA oferecido gratuitamente e de forma on-line para qualquer internauta. O curso de especialização em engenharia e inovação, ofertado nos moldes dos MoocsGlossário compartilhado de termos de inovação em educação (cursos virtuais, gratuitos e de nível superior), contará com videoaulas gravadas de professores das duas instituições. Todas elas ficarão hospedadas na plataforma do Veduca. O curso aberto estará disponível a partir do dia 5 de outubro.

Os candidatos que desejarem, poderão ter acesso a um certificado de conclusão emitido pelo Centro Universitário UniSEB, instituição reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação). O diploma – que pressupõe a realização de provas presenciais, orientação de professores vinculados à UniSEB  e a defesa de um trabalho de conclusão de curso -, no entanto, terá um custo de cerca de R$ 6 mil ao aluno. Quem quiser apenas ter acesso às videoaulas, não vai precisar arcar com nenhum valor.

 

crédito: sergey yarochkin / Fotolia.com

 

O lançamento desse MBA on-line coloca o Brasil no centro de um movimento mundial que vem reconfigurando a lógica tradicional da educação superior no globo. Isso porque, as aulas e os conhecimentos dos professores de universidades de elite não são mais privilégio dessas instituições. Agora, todo esse material tem sido disponibilizado na web, em plataformas como oCoursera, o edX, o próprio Veduca e, a partir do ano que vem, no Mooc.org –ambiente que está sendo desenvolvido pelo Google em parceria com Harvard e MIT. O lançamento do MBA em engenharia com a participação de professores da USP e UFSC ocorre logo após a reconhecida universidade norte-americana Wharton disponibilizar conteúdos de seu MBA de forma gratuita.

Mas, além do acesso às aulas de professores dessas instituições de ponta –legendados em português ou produzidos integralmente no nosso idioma – , o custo zero do conteúdo disponibilizado é outra vantagem que atrai o internauta. No Brasil, um MBA on-line de instituições de prestígio, como a FGV (Fundação Getulio Vargas) e o Ibmec, pode custar mais de R$ 15 mil. A diferença, no entanto, é que o MBA aberto do Veduca não oferece, ao menos por ora, – para aqueles que não se inscreverão no curso visando obter o certificado -, sistemas formais de tutoria e acompanhamento de professor para a resolução de dúvidas, o que ocorre nos cursos da FGV e do Ibmec.

Curso

O curso de pós-graduação lato sensu em engenharia e inovação terá ênfase na gestão da produção. Os conteúdos serão abordados por meio de videoaulas gravadas pelos professores da USP, USP São Carlos e da federal de Santa Catarina. Também compõem a grade complementar vídeos gravados por professores estrangeiros de outras universidades de renomejá presentes no portal do Veduca. Mesmo sendo aberto à participação de todos, o MBA é recomendado para profissionais e empreendedores com formação em nível superior. Não é necessário que o aluno seja formado em engenharia, mas as aulas são voltadas a estudantes que já trabalham como gestores de equipes, de projetos, além de designers de produtos e profissionais de criação.

No MBA do Veduca, o conteúdo aberto do curso pode ser consultado a qualquer momento. Ao entrar na plataforma do Veduca, o candidato terá acesso às videoaulas  do conteúdo do MBA. Após assisti-las de sua própria casa ou até do trabalho, o usuário poderá avaliar o seu desempenho resolvendo testes de múltipla escola, além de ter acesso a outros materiais de consulta indicado pelo professor-palestrante. No ambiente virtual, o candidato ainda terá acesso a ferramentas que possibilitam interação com outros participantes nos fóruns exclusivos para que está fazendo o MBA. Não haverá interação com um professor-tutor na modalidade aberta do curso, para aquele participante que não se interessar pela certificação.

De conteúdo programático, os alunos terão acesso a assuntos divididos em pelo menos sete módulos, com uma duração média de 40 horas cada um deles. No de gestão da inovação, serão discutidos conceitos e abordagens para gerenciamento de processos de inovação. Em gestão do desenvolvimento de produtos e serviços, o foco será as estratégias para a criação de um novo produto. No módulo sobre princípios de sustentabilidade e tecnologias portadoras, as aulas abordarão a relação entre infraestrutura e meio ambiente. No conteúdo programático sobre liderança e gestão de pessoas, serão abordadas as competências necessárias ao alcance de metas. Em gestão de projetos, serão introduzidos algumas formas de gerenciamento. Agregam-se a esses módulos, o de engenharia econômica e o curso de metodologia científica. Ao finalizar o curso, o aluno que optar, poderá solicitar um certificado de conclusão.  

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *