Sindicatos recorrem à judicialização e a greves para impedir volta às aulas presenciais

Gazeta do Povo

Como já mostrado pela Gazeta do Povo, além de impactos diretos no aprendizado, o período prolongado de aulas presenciais suspensas tem favorecido a evasão escolar e gerado impactos na saúde mental e física.
Mesmo diante dessa situação, com entidades como Unicef e organizações médicas pedindo o retorno às aulas presenciais de acordo com os protocolos de segurança adequados, sindicatos que defendem professores e demais profissionais de educação têm lançado mão de greves e investidas judiciais contra estados e municípios com o objetivo de impedir a volta às aulas presenciais no início do ano letivo de 2021 até que haja vacinação em massa contra a Covid-19.

https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/sindicatos-recorrem-a-judicializacao-e-a-greves-para-impedir-volta-as-aulas-presenciais/

 

One Comment to “Sindicatos recorrem à judicialização e a greves para impedir volta às aulas presenciais”

Deixe uma resposta para misturador monocomando para banheiro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *