ProFIS da Unicamp ganha Prêmio Péter Murányi 2013

27/02/2013

Agência FAPESP – O Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFIS) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) é o vencedor do Prêmio Péter Murányi 2013.

Concedido este ano em Educação, o prêmio da Fundação Péter Murányi tem por objetivo reconhecer e premiar trabalhos que, de forma inovadora, melhorem a qualidade de vida das populações em desenvolvimento.

A iniciativa premiada, com o título “Programa de Formação Interdisciplinar Superior da Unicamp: um novo caminho para o ensino superior”, tem como autores Marcelo Knobel, pró-reitor de Graduação da Unicamp e membro da Coordenação Adjunta de Colaborações em Pesquisa da FAPESP, e equipe.

Os autores deste projeto receberão um prêmio no valor de R$ 200 mil, durante cerimônia a ser realizada no dia 23 de abril, em São Paulo.

Os outros dois finalistas foram: “Obra didática da professora emérita da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Magda Becker Soares”, indicado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, e “Políticas Públicas de Formação Docente no Brasil: Desenvolvimento do Sistema Universidade Aberta do Brasil e Capacitação de Coordenadores de Polos das Regiões Norte, Nordeste e Sul”, indicado pela Universidade Estadual do Maranhão.

O ProFIS é um novo curso de ensino superior da Unicamp, voltado a estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas de Campinas. O programa oferece vagas a alunos selecionados a partir do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

O currículo do ProFIS inclui disciplinas das áreas de ciências humanas, biológicas, exatas e tecnológicas, distribuídas por dois anos de curso. O objetivo é oferecer aos alunos uma visão integrada do mundo contemporâneo, capacitando-os para exercer as mais distintas profissões.

Concluído o ProFIS, o aluno pode ingressar, sem vestibular, em um curso de graduação da Unicamp. Além disso, os formandos recebem um certificado de conclusão de curso sequencial de ensino superior.

“Foi uma feliz coincidência receber a notícia algumas horas antes da formatura da primeira turma do ProFIS. Acredito que é um programa inovador no cenário do ensino superior brasileiro, que incorpora o conceito de inclusão social com mérito e a formação geral. Estamos extremamente felizes e honrados com esta importante premiação, pois indica o reconhecimento público do esforço da Unicamp por criar o ProFIS”, disse Knobel à Agência FAPESP.

O projeto foi escolhido entre três finalistas no Prêmio Péter Murányi por um júri composto por 24 integrantes, que se reuniu no dia 22 de fevereiro na Sala do Conselho do Centro de Integração Empresa-Escola, em São Paulo.

Os finalistas foram indicados por uma Comissão Técnica e Científica, responsável pela análise de todos os trabalhos que concorreram ao Prêmio. No total, participaram do certame 85 trabalhos, que foram encaminhados por 72 instituições de pesquisa, sendo 64 do Brasil e oito de outros países da América Latina.

Mais informações: www.fundacaopetermuranyi.org.br

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *