Porcentual de alunos com aprendizado adequado à série por cidade em 2011

iG São Paulo 

Consulte índices de desempenho em português e matemática dos alunos brasileiros por município, segundo a prova Brasil 

As médias nacionais de aprendizado em geral são insatisfatórias no Brasil, segundo dados apresentados na semana passada pela ONG Todos pela Educação . Baseado nos resultados da Prova Brasil 2011, aplicada a cada dois anos pelo Ministério da Educação (MEC), chega-se à conclusão que os estudantes sabem menos que foi estabelecido como meta pela organização nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio. Para que seja possível acompanhar o desempenho dos alunos mais detalhadamente, o iG elaborou uma ferramenta que mostra o aprendizado por município.

Ensino médio: Total que aprende o mínimo de matemática cai para 10%

Na tabela abaixo, é possível consultar porcentual de estudantes que aprenderam o básico esperado para cada etapa em português e matemática tanto no 5º no como no 9º ano. Os dados do ensino médio não estão disponíveis por município porque não há uma prova que seja realizada por todos os alunos da etapa.

Os resultados podem ser consultados por ordem alfabética ou de desempenho. Além do dado de 2011, que ranqueia as cidades, é possível ver qual era a porcentagem atingida na Prova Brasil anterior, de 2009. Também estão na ferramenta quais eram as metas feitas pelo Todos Pela Educação para 2011 e 2013 como o degrau que cada cidade deveria subir a cada biênio para chegar a 70% em 2022 e 90% em 2030.

No Brasil, nos anos finais do ensino fundamental (9º ano), 27% dos alunos alcançaram desempenho adequado em língua portuguesa – a meta era de 32%. Em matemática, foram 16,9% para uma meta de 25,4%. Nos anos iniciais (5º ano), 40% dos alunos aprenderam o adequado em português, chegando perto da meta de 42%. Em matemática, 36% dos alunos apresentaram desempenho e superaram a meta parcial em um ponto percentual.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *