Plataforma do Letramento dará apoio a professores

Porvir – 02/09/13 – 

Criada em parceria entre o Cenpec e a Fundação Volkswagen, a Plataforma do Letramento entra no ar hoje com o objetivo de oferecer e disseminar conhecimentos e práticas relacionadas à ampliação do letramento de crianças, adolescentes e adultos. Ela vai contar com um ambiente virtual de aprendizagem, no qual educadores, gestores e professores têm acesso a textos, artigos, matérias, entrevistas, propostas de atividades e referências de práticas em conteúdos multimídia, além de oficinas on-line e fóruns de discussão de acesso livre.

Vale ressaltar que o letramento vai além da alfabetização, já que, seu objetivo é não só ensinar a ler e escrever palavras, mas sim preparar para lidar com a escrita dentro de um contexto social. Um indivíduo alfabetizado, ou seja, que sabe ler e escrever, nem sempre é um indivíduo letrado, pois pode não ter o domínio da produção e interpretação de textos. “Entendemos que a escola tem um papel fundamental na ampliação do letramento, pois trabalha intencionalmente com o ensino da leitura e da escrita. Portanto, a Plataforma do Letramento está estruturada para apoiar o professor em sua prática docente, oferecendo conteúdos para a reflexão e referências para a prática”, afirma Conceição Mirandola, diretora da Fundação Volkswagen. Para ela, um dos objetivos da criação da plataforma está justamente em apresentar iniciativas que sirvam de inspiração para educadores e gestores.

 

crédito JWS / Fotolia.comNa Plataforma do Letramento, ducadores e gestores terão acesso a textos, artigos e matérias, além de oficinas on-line e fóruns de discussão sobre o tema

Para isso, uma das ações do site inclui a formação on-line de professores. Nela, eles terão dois tipos de aulas: educação a distância, cursos que poderão ser feitos virtualmente pelo público em geral, gratuitamente, e cursos híbridos (direcionados aos educadores que já estão recebendo formação presencial de projetos da Fundação Volkswagen e terão parte do conteúdo a distância). A meta, segundo Mirandola, é fazer com que cerca de 2.000 profissionais acessem a plataforma, participem dos cursos, troquem experiências e desenvolvam novas práticas de forma coletiva.

O primeiro curso 100% a distância que vai ser oferecido ao público em geral é do projeto “Entre na Roda” – com duração de 9 de setembro a 1 de novembro – que formará educadores, bibliotecários e voluntários para atuarem na escola e na comunidade, estimulando o gosto pela leitura e desenvolvendo as capacidades leitoras de crianças, jovens e adultos.

O Entre na Roda on-line terá duas turmas, com 50 vagas cada, sendo que as inscrições para a primeira turma já estão abertas As aulas serão ministradas em oito módulos, com acompanhamento de mediadores e fóruns virtuais, onde os participantes poderão trocar informações e colaborar com o aprendizado.

“Destacamos que a plataforma dá ao professor a possibilidade de construir seu percurso formativo autônomo e, ao mesmo tempo, interagir com outros professores criando uma comunidade para refletir e aprender coletivamente sobre a ação profissional docente”, afirma Antonio Augusto Gomes Batista, especialista no ensino da língua portuguesa e coordenador de área do Cenpec.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *