Opinião: Educação Integral para todos, transformar sonho em realidade

Fonte: Folha.com  – 16 de fevereiro de 2015

“Estudos recentes apontam o grande potencial a ser explorado a partir do investimento em programas e projetos de Educação Integral para superar desigualdades no aprendizado”, afirma Antonio Matias

O Plano Nacional de Educação estabelece o objetivo de se chegar a 50% das Escolas e 25% dos Alunos da Educação básica até 2024, com oferta de Ensino em tempo integral. A meta seis do Plano fala em aumentar o tempo de exposição dos Alunos a situações de aprendizagem e ampliar seu repertório sociocultural por meio de atividades ligadas à arte, cultura, ciência, tecnologia e esporte, em articulação com a comunidade e as famílias. Esse desafio requer uma estrutura da qual os governos hoje não dispõem e pressupõe enormes desafios técnicos e orçamentários.

O número de Escolas e Docentes é claramente insuficiente para dar resposta ao aumento da demanda que temos pela frente, bem como a formação dos gestores para implantar projetos de Educação integral, que ofereçam formação plena em todo o país. É consenso, entretanto, que a proposta deve avançar se quisermos de fato imprimir melhorias significativas à qualidade do Ensino no Brasil.

ANTONIO MATIAS
é vice-presidente da Fundação Itaú Social e membro do conselho de governança do movimento Todos pela Educação e do conselho de orientação estratégica do Ceats – Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *