O desafio de se fazer Moocs de qualidade

Porvir – 29/10/13  – 

Os gestores de educação superior estão sob pressão. A afirmação é de Jarl Jonas, diretor do CourseSites, a plataforma de MoocsGlossário compartilhado de termos de inovação em educação da Blackboard. Para o executivo da gigante no mercado de tecnologia educacional, os gestores precisam não só aumentar a oferta de cursos como também propiciar a melhoria da aprendizagem dos alunos de suas instituições. “A diferença, no entanto, é que eles precisam fazer tudo isso agora com mais previsibilidade do que antigamente. E para lidar com esta nova realidade, torna-se fundamental a utilização de dados reais para a tomada de decisões eficientes”, afirma Jonas.

E para que leitura desses dados seja de fato eficiente, é necessário que o gestor saiba interpretá-los à favor da organização, defende o diretor da Blackboard. Esse é um dos principais nichos da empresa que só no Brasil atende a mais 1 milhão de alunos espalhados por mais de 20 instituições de ensino. Com a plataforma educacional da Blackboard, os administradores educacionais conseguem ter acesso a uma série de dados dos alunos previamente cadastrados. São informações sobre perfil acadêmico, notas nas provas e histórico de aproveitamento no curso. “Munidos com tais informações, os professores podem determinar o que é preciso ser feito para ajudar esses alunos a se envolverem mais com as atividades acadêmicas e conseguirem se formar adequadamente.”

crédito antbphotos / Fotolia.com

 

Reconhecida pelo mercado como uma ferramenta inteligente e amigável, a plataforma LMS (do inglês Learning Management System, ou ambientes virtuais de aprendizagem) da Blackboard será um dos cases abordados durante Bett Latin America Leadership Summit, um encontro a ser realizado esta semana em São Paulo para discutir instrumentos para a melhoria da educação na região. Haverá duas sessões dedicadas à empresa durante o evento (confira a programação completa).

“No Brasil, o crescimento da classe média está aumentando a demanda por educação. Os Moocs e os outros programas de educação on-line têm o potencial de ajudar as instituições brasileiras a oferecer o ensino a mais pessoas.  A tecnologia tem o potencial de ajudar a corrigir esse desequilíbrio na oferta do ensino superior em países como o Brasil”, fala Jonas em entrevista ao Porvir. Confira:

Qual a avaliação da empresa sobre os Moocs?
Para a Blackboard, os Moocs são uma forma de educação on-line, mas não a única. O fato é que a emergência do tema ajudou a colocar a aprendizagem on-line em evidência, e isso acaba ajudando, de forma positiva, o próprio desenvolvimento dessa modalidade. Como fornecedor de tecnologia de ensino e ferramentas de aprendizagem, nós, da Blackboard, temos um ponto de vista único. Descobrimos que no mercado atual, existem várias lacunas no “como fazer” um Mooc. É por isso, que estamos coletando informações e ouvindo as instituições de ensino para melhor compreender suas necessidades.

Quais são as principais diferenças do CourseSites em relação às outras plataformas como o edX e o Coursera?
Na nossa plataforma, as escolas que são nossas clientes têm mais flexibilidade na formatação e no oferecimento de Moocs. Além disso, é possível criar cursos e oferecê-los dentro do ambiente da ferramenta que já é utilizada pela instituição. Por fim, com o CourseSites, o custo de produção de um Mooc é menor que o de uma plataforma criada pela própria instituição.

Então, como a Blackboard recebeu a nova plataforma de Moocs criada pelo Google e o edX que vai permitir a criação de cursos de forma gratuita?
O Mooc.org é mais um passo na expansão desse mercado. Estamos vivendo um momento de experimentação e de muita pesquisa envolvendo oblended learningGlossário compartilhado de termos de inovação em educação. Ficamos satisfeitos de ver essa parceria do edX e do Google.

Mas o Mooc.org impactou as estratégias da Blackboard?
A missão original do CourseSites era expor as pessoas às nossas tecnologias integradas para que elas possam experimentar os recursos presentes nesses cursos on-line. Como os Moocs começaram a ganhar impulso, a nossa plataforma começou a ser readaptada. Resolvemos então fazer parcerias com mais de 30 instituições em todo o mundo para oferecerem Moocs no CourseSites. Queremos, antes de tudo, saber mais sobre como essas experiências de aprendizagem em grande escala podem evoluir.

Analisando o panorama atual, nota-se que grande parte das pessoas que começam a fazer um Mooc não consegue concluir o curso, por quê?
Como algumas pesquisas recentes sugerem, a maioria das pessoas que fazem um Mooc já possuem formação na área. Esses alunos se inscrevem no curso por interesse em desenvolvimento profissional. O problema é que, geralmente, eles não têm tempo para se comprometerem totalmente com o Mooc. Além disso, essas pessoas se interessam apenas por uma parte do curso, por isso que eles não o concluem totalmente.

A situação é diferente dos Moocs ofertados dentro de ambientes da Blackboard?
No caso dos Moocs da Blackboard realizados em parceria com as instituições de ensino, temos observado um aumento na conclusão do curso quando eles possuem algumas ferramentas adicionais. Como encontros on-line entre instrutores e participantes, além de chats. Isso mostra que ainda há um desejo dos participantes por conexões ao vivo. Além disso, os estudantes têm um crescente desejo de perceberem sua evolução e aquisição de conhecimento, não apenas uma nota final ou um certificado. Por isso a importância de se oferecer ferramentas digitais que traduzam cada conquista dos alunos ao logo do curso. Tudo isso para dar a motivação necessária que eles precisam para continuar no Mooc.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *