Nossas escolas têm cheiro de esgoto

Folha de São Paulo

Era uma tarde de sexta-feira em Belém do Pará, poucos minutos antes da hora da chuva. Entrei em uma das principais escolas públicas da cidade para conversar com um professor de história.

Atravessei um corredor longo, com a pintura descascando. Era intervalo de aula. Os alunos estavam sentados em blocos de concreto prestes a desmoronar. A quadra estava esburacada no chão e no teto. O único espaço coletivo era uma escadaria que levava ao segundo andar do prédio.

 

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/novaescola/2019/05/nossas-escolas-tem-cheiro-de-esgoto.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *