Movimento incentiva professores a atuarem na criação da Base Nacional

Porvir – Redação  16 de novembro de 2015

Site traz um “kit de mobilização” com materiais explicativos para orientar as discussões e a participação na consulta pública do MEC

Como uma forma de incentivar a participação de professores de todo o Brasil na construção do texto da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Movimento pela BNCC lançou uma campanha com conteúdos e informações destinados especialmente a educadores e demais interessados no debate. A ideia é incentivar o acesso ao texto preliminar da Base e receber comentários sobre a redação da mesma.

Até o dia 15 de dezembro, o documento estará disponível no site do Ministério da Educação (MEC). Qualquer pessoa, escola ou instituição pode acessar o portal, que oferece um conteúdo especial de “preparação para a discussão”, com cinco itens: o que é a Base Nacional Comum, suas propostas curriculares no país, biblioteca (com os documentos que resultaram de discussões sobre o direito a educação), últimas notícias e um vídeo de apresentação.

No site do Movimento pela Base Nacional Comum Curricular estão disponíveis materiais produzidos especialmente para professores e gestores, de modo a nortear como o assunto é abordado e debatido nas escolas. Na parte “Kit de mobilização”, o educador encontra apresentações, banners e vídeos que explicam a Base, qual é a sua importância para a educação e por que é importante participar da consulta pública. Entre os guias disponíveis estão materiais para apresentar a Base para seus coordenadores, diretores e técnicos; o que a sua secretaria pode fazer para mobilizar todos da rede; como a escola pode organizar leituras críticas da Base; um guia para fazer uma leitura crítica da Base, entre outros.

Para adicionar a contribuição, é necessário que o interessado faça um cadastro simples, informando nome, CPF, email, telefone e a sua ocupação (estudante, professor, responsável por Estudante da educação básica ou outro). Depois de cortar, acrescentar e comentar, basta enviar a proposta ao MEC.

Lançada no dia 16 de setembro, a primeira versão do texto da Base Nacional Comum Curricular tem como proposta apontar o que qualquer estudante, desde a educação infantil até o último ano do ensino médio tem o direito de aprender durante os anos da Educação Básica. Sendo uma das metas do Plano Nacional de Educação, a ideia é reunir em um único documento medidas e critérios que promovam qualidade e equidade na educação.

Sobre o Movimento

O Movimento pela Base Nacional Comum Curricular é formado por um grupo de pessoas e organizações que se reúne desde 2013. Seu objetivo é acelerar o processo de construção da Base e facilitar esse caminho a partir da divulgação de pesquisas e do estabelecimento de contato com professores, gestores, líderes da sociedade civil e todos os interessados na elaboração de um currículo nacional para o ensino brasileiro.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *