Ministro da Educação quer prova anual para alunos da rede pública

 Folha de S.Paulo – 06/01/15 

Atualmente, estudantes são avaliados em português e matemática a cada dois anos

O novo ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou nesta segunda-feira (5) que quer uma avaliação anual dos estudantes da educação básica de rede pública. Atualmente, esse exame, chamado Prova Brasil, é aplicado de dois em dois anos.

“É fundamental que a gente estabeleça metas. Metas de acesso, metas de regularidade, metas de aprendizado e avaliações permanentes. Eu, por exemplo, pretendo fazer com que as avaliações, hoje feitas de dois em dois anos, possam ser feitas anualmente”, disse ao “Bom dia Brasil”, da Rede Globo.

A Prova Brasil avalia conhecimentos em português e matemática dos alunos do 5º e 9º anos do fundamental.

AVALIAÇÃO DE DIRETORES

O ministro indicou que pretende aplicar uma avaliação dos diretores das escolas, mas destacou que a iniciativa tem “como premissa fundamental a voluntariedade”.

“É fundamental escola com bons diretores, [eles] fazem diferença. (…) Nós pretendemos, com avaliações, estimular os Estados a adotarem [as avaliações] e o governo federal poder ajudar no financiamento, melhorar o salário, e na sequência fazer isso [prova] com professores”.

No caso dos professores, ponderou Cid, a avaliação poderia ser utilizada como “passaporte para o ingresso” do profissional na carreira docente, em vagas ofertadas por Estados ou municípios.

ENSINO MÉDIO

Cid Gomes defendeu a possibilidade de o jovem no ensino médio ter acesso a “currículos diferenciados”, como havia afirmado em cerimônia de transmissão do cargo.

Na ocasião, ele disse que pretende definir um novo currículo para o ensino médio no prazo de dois anos.

“[O estudante poderia cursar] algumas disciplinas que sejam base do currículo e outras disciplinas que possam ser opcionais, segundo a vocação e o gosto de cada estudante”, declarou.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *