MEC quer levar educação em tempo integral a 10 mil escolas até 2014

R7 – publicado em 30/10/2013  

Segundo a pasta, 30 mil escolas já contam com recurso de programa que induz à educação durante o dia inteiro

Da Agência Câmara
A secretária de Educação Continuada do MEC (Ministério da Educação), Javaé Evaristo dos Santos, afirmou que vários municípios já aderiram ao Mais Educação, programa indutor da educação em tempo integral. Já são 30 mil escolas que contam com recursos do programa. A proposta da pasta é de terminar 2013 com 5 mil dessas escolas funcionando efetivamente em tempo integral e chegar a 10 mil escolas no ano que vem.

As declarações foram feitas durante o seminário sobre educação em tempo integral organizado pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (30).

Além do assistencialismo
A educadora Cláudia Valentina Assumpção Galian, da USP (Universidade de São Paulo), considerou importante que a educação em tempo integral comece pela população mais pobre. Mas ressalvou que existe o perigo de que essa iniciativa acabe sendo resumida a uma mera política de acolhimento para os pobres. Portanto, “é importante que haja essa distinção entre acolhimento e educação”, destacou.

— Não se pode pensar a experiência da educação em tempo integral apenas como a ocupação do tempo. A escola em tempo integral deve acolher o aluno mas também aproveitar esse tempo para educá-lo.

A representante do Sesc, Claudia Santos de Medeiros, contou a experiência da entidade na implantação da educação em tempo integral.

Os Estados de Santa Catarina, Paraíba, Sergipe, Paraná e Rio Grande do Sul já adotam esse sistema nas suas creches. No ensino fundamental, Pernambuco e Goiás contam com iniciativas nesse sentido. E, no ensino médio, Goiás e Roraima.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *