Livros didáticos auxiliam na reciclagem de professores

por Portal BrasilPublicado: 17/10/2014 – Divulgação/FNDE

Educação básica

Iniciativa do FNDE distribui às escolas públicas da rede municipal, estadual e federal acervos compostos por obras de literatura

“O professor que não buscar a reciclagem por meio da leitura de textos atuais dificilmente vai conseguir acompanhar e despertar o interesse das novas gerações”. A afirmação é da professora de língua portuguesa Suely Nunes, que se dedica à profissão há mais de 25 anos.

Docente do sexto ano no Centro de Ensino Fundamental 19, na cidade de Ceilândia (DF), ela reconhece que para manter-se atualizada precisa abrir mão de alguns conceitos e estar aberta a novas ideias.

Para garantir o bom desempenho, Suely conta com o auxílio de obras atuais, como as que são distribuídas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) aos docentes da rede pública de ensino, por meio do Programa de acesso à biblioteca escolar.

“Recebi há pouco tempo o livro ‘Ensino e correção na produção de textos escolares’, de Lílian Maria Passarelli, e estou vendo que vai ser muito útil. A autora dessa obra tem uma visão moderna e diferenciada, o que é muito interessante”, disse.

A supervisora pedagógica do CEF 19, Cristiane Caine, responsável por distribuir aos professores o material enviado pelo FNDE, contou que os outros docentes também comemoraram a chegada dos novos livros.

“Às vezes você percebe que precisa de outras estratégias para alcançar o aprendizado do aluno. É aí que entram os livros para dar esse suporte. As obras que nós recebemos são bem específicas e estão de acordo com as nossas necessidades. Parece que foram escolhidas a dedo”, afirma.

Os 1.150 alunos do CEF 19 já estão colhendo bons frutos. Em agosto deste ano, foi organizado na escola um “arraiá” com o tema literatura de cordel. As turmas produziram seus próprios cordéis baseados em temas variados, como violência, drogas e bullying. “Interessante é que um dos livros que recebemos do FNDE foi ‘O Cordel no Cotidiano Escolar’, de Ana Cristina Marinho e Hélder Pinheiro, que nos ajudou na orientação dos alunos para a produção dos seus trabalhos.

Ficamos impressionados com a qualidade dos textos dos meninos”, disse a supervisora.

Sobre a iniciativa

O programa de acesso à biblioteca escolar distribui às escolas públicas da rede municipal, estadual e federal acervos compostos por obras de literatura, de referência, de pesquisa e de outros materiais relativos ao currículo nas áreas de conhecimento da educação básica. Os principais objetivos são o fomento à leitura e o apoio à formação de alunos leitores e à atualização e desenvolvimento profissional dos docentes.

A primeira edição da iniciativa ocorreu em 2010. Em 2013, houve incremento no número de títulos e inclusão da educação infantil no edital. O investimento no programa em 2013 chegou a R$ 90 milhões.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *