Jovens ainda preferem ler livros em papel

Estadão.com.br – 29 de novembro de 2013 –  Por Redação Link

Formato digital, os e-books, foram preferidos só por 38% dos entrevistados que alegaram gostar de ‘segurar o livro’

SÃO PAULO – A “geração conectada” pode não ter virado as costas para os formatos tradicionais de consumo de produtos culturais como livros, filmes e música. Uma pesquisa feita agência londrina Voxburner, especializada em análise de comportamento jovem, concluiu que o formato em papel dos livros ainda é preferido pela maioria dos jovens (62%), à frente de filmes (48%), jornais e revistas (47%), CDs (32%) e videogames (31%).

“É surpreendente porque nós pensamos nos jovens de 16 a 24 anos muito ligado a seus smartphones e dispositivos digitais”, disse Luke Mitchell, da Voxburner, ao Guardian. As razões apontadas pelos entrevistados se sintetizam em preço (28% dos jovens acreditam que o ebooks deveriam custar a metade do valor atual) e depois a conexão emocional com os livros físicos.

A agência solicitou aos entrevistados que selecionassem frases que expressassem os motivos de preferirem as versões físicas. “Eu gosto de segurar o produto” foi escolhida por 51% deles, e seguida de “Não fico restrito a um dispositivo em particular” (20%), “Posso facilmente compartilhar o livro” (10%), “Gosto do produto (capa, ilustrações)” (9%) e “Posso vender depois de ler” (6%).

Além destes, os comentários espontâneos reúnem os argumentos mais conhecidos como “eu coleciono”, “gosto do cheiro” e até “gosto de estantes cheias”.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *