Infográfico: entenda o que é educação híbrida e por que ela é uma tendência na educação

Universia – 21/03/2014

Você sabe o que é a educação híbrida? Conheça-a e entenda por que ela é uma tendência na educação para os próximos dois anos


Infográfico: entenda o que é educação híbrida e por que ela é uma tendência na educação

Crédito: Universia Brasil

A educação híbrida permite que as aulas sejam mais dinâmicas, acessíveis e flexíveis

Divulgada no início do ano, a pesquisa NMC Horizon Report: 2014 Higher Education Edition, sobre tendências da tecnologia no ensino, apontou a educação híbrida como uma das mudanças no aprendizado nos próximos dois anos. Mas, você sabe o que significa esse conceito?

Entenda, a seguir, o que é o ensino híbrido:

Infográfico: entenda o que é educação híbrida e por que ela é uma tendência na educação

 

Híbrido é definido no dicionário como o resultado do cruzamento de duas espécies. No caso da educação, é o resultado da mistura de métodos de ensino presenciais e online a fim de melhorar a experiência do estudante – o que pode acontecer por meio de videoaulas, salas de aula invertidas, entre outras coisas.

Segundo o estudo, a educação híbrida permite que as aulas sejam mais dinâmicas, acessíveis e flexíveis, já que o aluno pode ter a liberdade de escolher de qual forma deseja aprender. A integração de conteúdos online e o aprendizado colaborativo também são apontados como tendências porque juntos conseguem melhorar a formação dos estudantes.

Para o professor Dr. Stavros P. Xanthopoylos, vice-diretor do IDE/FGV e vice-presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), esse modelo é vantajoso por propiciar o aproveitamento do contato pessoal entre professores e alunos. “A educação híbrida permite que o aluno se prepare em casa antes do encontro presencial e, assim, aproveite melhor o tempo que ele tem disponível com o professor. É nesse encontro que ocorre o contato tácito, responsável por grande parte do aprendizado.”

Além dessa, outro ponto positivo é o melhor aproveitamento dos encontros presenciais, como defende a professora e mestre Gabriela Celani, da Unicamp: “a principal vantagem é o melhor proveito do tempo e a integração com as pessoas, porque a inovação é resultado da troca de ideias.”

O grande desafio dos professores está em facilitar o uso de ferramentas digitais, dar feedbacks aos alunos em tempo real e planejar as aulas de acordo com os dados que podem ser obtidos em exercícios online, atendendo às expectativas dos estudantes.

Se você é professor e se sente relutante com a tecnologia, vença esse sentimento e inclua desde já os meios digitais nos seus cronogramas de aula. Isso pode gerar ótimos resultados.

 

 

 




 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *