Estudantes levam seus próprios dispositivos eletrônicos para a sala de aula

Porvir – 25/03/13 //   // 

Nos Estados Unidos, educadores e políticos continuam a debater se os computadores e tablets são, de fato, boas ferramentas de ensino. Independentemente das discussões, um número crescente de escolas estão adotando uma nova abordagem, ainda mais controversa: pedir para que os alunos levem seus próprios smartphones, laptops e até mesmo seus jogos de videogame para a sala de aula.

Os defensores dessa nova tendência, chamada B.Y.O.T (Bring your own techonolgy, ou Traga sua própria tecnologia), dizem que uma das principais vantagens é para aquelas escolas que não têm muito dinheiro. “Em um smartphone, não há limitações. Este é o mundo em que eles vivem e nós estamos trazendo-o para a sala de aula”, disse Lenny Schad, professor que desenvolveu essa metodologia na Katy Independent School District.

do The New York Times

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *