Dos 25% estudantes mais pobres, um terço não tem ensino fundamental

O Tempo

Além da disparidade na oferta do ensino por parte das escolas públicas e privadas, as diferenças socioeconômicas dos dois grupos de estudantes precisam ser enfrentadas para se reduzir a desigualdade no acesso ao ensino superior. Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram que, entre os mais de 5 milhões de inscritos na edição de 2019 do Enem, 46% não tinham computador em casa, e 22,4% disseram não ter acesso à internet.

https://www.otempo.com.br/cidades/dos-25-estudantes-mais-pobres-um-terco-nao-tem-ensino-fundamental-1.2403435

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *