Dilma diz que ajustes na economia não afetarão programas essenciais do MEC

Do UOL, em São Paulo  –  06/04/2015

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (6), durante a posse do novo ministro Renato Janine Ribeiro, que os ajustes nas contas do governo não afetarão os programas importantes do MEC (Ministério da Educação).

“Eu garanto que a necessidade imperiosa de promover ajustes na nossa economia, reduzindo despesas do governo, não afetará os programas essenciais e estruturantes do Ministério da Educação”, disse a presidente.

No início do discurso, Dilma agradeceu o ex-ministro Cid Gomes “por ter cancelado projetos pessoais para aceitar o desafio do Ministério da Educação”.  Cid Gomes (PROS) deixou o cargo após desentendimento na Câmara dos Deputados.

Ministro educador

A presidente ainda disse que a indicação de Janine Ribeiro é uma “feliz novidade”. “Quem poderia ser mais indicado para comandar toda essa transformação do que um professor? Eu convidei um professor, um pensador e um apaixonado pela educação”.

“Ele é uma feliz novidade, porque é um ministro educador numa pátria educadora. Sua escolha traduz a minha maior prioridade para os próximos 4 anos”.

Janine Ribeiro é professor titular de Ética e Filosofia Política da USP (Universidade de São Paulo) e foi diretor da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) entre 2004 e 2008. Fez mestrado na Université Paris Pantheon-Sorbonne, doutorado na USP e pós-doutorado na British Library.

O professor da USP chega ao MEC com forte apoio na academia e fora dela, mas sob enorme restrição orçamentária.

Em entrevista à “Folha” publicada nesta segunda, Janine disse que a maior prioridade é a educação básica (ensinos fundamental e médio). Para dar o salto de qualidade que lhe falta, seu plano é engajar mais as universidades federais e seus estudantes na tarefa, inclusive com recurso ao ensino à distância.

“Um dos principais instrumentos do MEC são as universidades federais”, afirma. “A educação pode ter os seus 18% [das receitas de impostos da União] garantidos pela Constituição, mas uma parcela enorme disso vai para as federais.”

Ribeiro publicou livros como “A última razão dos seis”, “A Universidade e a Vida Atual” e “A sociedade contra o social”, ganhador do prêmio Jabuti de ensaio em 2001.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *