Abrale promoveu encontro de autores e editores do livro educativo com César Callegari

No dia 29 de outubro, o Secretário da Educação Básica do MEC participou de uma palestra com autores e representantes das editoras. O encontro aconteceu na sede da Editora FTD e destacamos abaixo algumas das questões abordadas pelo secretário.

Ensino Médio

A qualidade da educação é desafio em todo mundo, mas também para os brasileiros. Uma constatação reside nas grandes dificuldades na qualidade do Ensino Médio, assunto que foi alvo de análise em recente reunião do CONSED, quando se pensou em discutir as reformas do EM.

Há consenso que há um número alto de disciplinas. Por ser muito fragmentado, isso desfavorece a articulação de saberes. Há altas taxas de evasão e uma consciência de que a escola não serve a seus propósitos. Essa juventude precisa ser ouvida, destaca o secretário. Porém, não é proposta do MEC promover a unificação das disciplinas por áreas de conhecimento. Cada disciplina tem suas características próprias, suas bases epistemológicas, históricas, sua didática. Inclusive, o MEC está pensando em incluir Artes e Educação Física em 2015, o que dependerá de orçamento. Contudo, vai ser sinalizado no edital que os livros possam com clareza produzir as articulações com outras disciplinas. A interdisciplinaridade deve aparecer nas pesquisas, nos exercícios e nos projetos, nas sequencias didáticas. Provocações para que os próprios estudantes façam suas relações e aprendam a perguntar.

Pacto Nacional da Alfabetização na Idade Certa

O flanco mais auspicioso para se trabalhar os direitos de aprendizagem está nos anos iniciais do ensino fundamental. É preciso avançar na direção da articulação entre currículo e avaliação. Segue nessa direção o Pacto Nacional da Alfabetização na idade certa, até 8 anos, que é um direito da sociedade e do Estado. Não fazer isso é produzir essa desigualdade, pois não alfabetizar na idade certa é iniciar um intenso processo de exclusão. 27 Estados assinaram o compromisso, que também envolve a formação continuada de 360 mil professores alfabetizadores.

PNLD 2015

Haverá uma audiência pública para discutir o PNLD 2015; no mais tardar o edital deve vir em dezembro, assim, a audiência deve precedê-la.

ENEM

O ENEM vem se consolidando. Alunos perceberão que a escola pública é meio para chegar a ensino qualificado e de acesso ao ensino superior.

Livros do PNLD EJA

Os materiais não deveriam ser um empobrecimento do dito material regular. Deveria haver reformulação grande nesse setor.

Livro digital

Livro digital também é pauta em discussão. No mundo digital, há avanços. Mas, claramente, não é uma metodologia consolidada. O Governo Federal já distribuiu recursos para tablets, que estarão nas escolas a partir do começo do ano que vem. Estamos terminando a distribuição de 600 mil tablets para professores.

Abrale, 12 de novembro de 2012

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

One Comment to “Abrale promoveu encontro de autores e editores do livro educativo com César Callegari”

  1. Parabéns pelas iniciativas de proporcionar materiais de educação física e artes para ensino médio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *