8 recursos de áudio para trabalhar em sala de aula

Porvir – 26/03/13 //  – 

Audioblogs, podcasts e rádios virtuais podem usados como ferramentas para inovar em sala de aula. Para tratar o tema, o Porvir reuniu em uma lista oito ferramentas, apps e plataformas que podem ajudar os professores a produzir, editar e divulgar conteúdos a partir do uso dos áudios em classe. Além disso, separamos algumas dicas de como aplicar os materiais produzidos em atividades práticas.

Uma delas é a gravação de programas de rádio, que pode ser destinada para as mais diferentes disciplinas. Por exemplo, em história, em vez de realizar um seminário explicando temas sobre a história do Brasil e do mundo, professores e estudantes podem criar audioblogs. O blog História Digital – já apresentado por aqui –, pode ser uma alternativa para encontrar os conteúdos teóricos sobre a disciplina.

 

salvatoreru

 

Outro exemplo, é a produção de rádios virtuais para abordar o cotidiano do colégio, como datas de vestibulares, concursos, premiações, feiras de ciências, entre outros. Os estudantes também podem explorar o bairro para criar podcasts sobre o dia a dia da comunidade. Em português, por exemplo, é possível produzir áudios contando os diferentes modos de falar dos moradores, suas origens e sotaques; em história e geografia, eles podem tratar o surgimento da região; em artes, as curiosidades, os eventos culturais e os artistas locais.

Uma opção um pouco mais ousada, é a criação de radionovelas, que podem ajudar os professores a trabalhar com os estudantes aspectos da comunicação, como a produção textual e oralidade. Outro recurso, mais simples, é a leitura de redações e poemas, que podem ser feitos em casa e abrigados em um blog criado pela turma. O Porvir, inclusive, já mostroucomo usar os blogs para melhorar a escrita dos alunos e trabalhar temas como uso de mídias sociais, cidadania digital e direitos autorais.

Veja a lista:

Podbean
Nesta ferramenta gratuita, os alunos podem subir seus áudios de disciplinas e trabalhos realizados em sala de aula e disponibilizá-los para que outros usuários conheçam seus projetos, comentem e compartilhem. Toda a sala, por exemplo, pode acompanhar os trabalhos dos colegas na plataforma. Os conteúdos são inseridos no site em categorias específicas como artes, jogos, ciência e medicina e educação. Ao todo, o site abriga 600 mil podcasts. A maioria é em inglês, mas é possível encontrar vários áudios em português – basta procurar pela palavra Portuguese no campo Search.

Soundcloud
Outra plataforma para publicações de áudio é o Soundcloud. O acesso pode ser feito pelo Facebook. Assim como nos blogs, que permitem a interação por meio de comentários, os alunos também podem curtir, comentar e compartilhar os podcasts dos colegas na plataforma de áudio, fazendo críticas e dando dicas sobre as produções.

VoiceThread
Este é um aplicativo gratuito para iPhone e iPad que permite realizar conversas dinâmicas em torno de imagens, slides ou até mesmo vídeos. Além disso, é possível escrever e desenhar diretamente na tela. O app é especialmente usado por arquitetos, executivos, professores e engenheiros do mundo inteiro. De acordo com informações da AppStore, mais de 25% das melhores universidades dos Estados Unidos se conectam em torno do VoiceThread.

Audacity
Para colocar a mão na massa, uma boa opção é o Audacity, um dos softwares mais conhecidos para editar os áudios. A ferramenta gratuita ajuda a gravar, reproduzir, importar ou exportar sons em diferentes formatos. Para produções mais sofisticadas (no caso de radionovelas, por exemplo), o software oferece efeitos mais sofisticados, como aplicar cortes, copiar e colar recursos ou até mesmo mixar faixas. 

Audiotool
Outra ferramenta de edição e mixagem gratuita é o Audiotool. No entanto, ao contrário do Audacity, ela oferece uma lista mais completa de efeitos de audio e uma interface mais amigável e de fácil uso pelos estudantes.

GarageBand
Esse app é ideal para incrementar as aulas de música para além da sala de aula. O estudante pode, por exemplo, sem a presença do professor, treinar em casa diferentes instrumentos, como piano e guitarra. Além disso, o aplicativo permite ao jovem usar recursos de edição de texto para compor músicas. Para adquiri-lo é preciso desembolsar US$ 14,99 na AppleStore. 

Kompoz
Já o Kompoz pode ser uma boa alternativa para estimular o trabalho equipe. O estudante pode criar suas próprias músicas – para trilhas de trabalhos audiovisuais, por exemplo. E, de forma colaborativa, pode receber a ajuda dos colegas simultaneamente. No site, todo novo audio está aberto para que mais pessoas, de até 165 países, ajudem na edição do material.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *